Pesquisar
Close this search box.

A SUA EMPRESA ESTÁ PRONTA PARA FAZER TRÁFEGO PAGO?

A SUA EMPRESA ESTÁ PRONTA PARA FAZER TRÁFEGO PAGO?

‌Um dos tópicos mais ouvidos durante os meus atendimentos e treinamentos de Marketing Digital é: “como podemos fazer tráfego pago?”. No entanto, é importante saber se o seu negócio está preparado para isso. Está?

‌Assim como um comércio em um endereço físico, um e-commerce ou perfis de vendas nas redes sociais precisa de compradores (ou leads, como falamos no jargão do Marketing Digital). Tráfego nada mais é que atrair a atenção de possíveis clientes para o seu negócio.

‌Antes de apostar em tráfego, temos que entender as diferenças entre os dois perfis:

  • Orgânico, quando as pessoas chegam ao seu site ou perfil nas redes sociais de forma natural, sem a necessidade de investir em anúncios para difundir seus conteúdos, seja por ferramentas de buscas, como Google, ou por procuras que atinjam o seu perfil ou, até mesmo, por compartilhamento de links por outras pessoas; e
  • ‌Pago, quando o empreendedor investe recursos financeiros para aumentar a exposição dos conteúdos da sua marca por meio de anúncios (os famosos Ads), seja em sites de busca ou nas redes sociais, e aumentar as chances de impactar mais pessoas e convertê-las em clientes.

‌O tráfego orgânico requer paciência e consistência, porque, apesar de ser gratuito, é preciso criar conteúdos de qualidade, relevantes e atualizados; otimizar os textos de suas páginas com técnicas de SEO para melhorar o rankeamento de seu site em espaços de buscas; e escolher palavras-chave e hashtags relevantes.

‌Essa estratégia acaba sendo a mais utilizada por empreendedores que não possuem muitos recursos financeiros para investir e desejam ter um negócio sustentável a longo prazo, gerar credibilidade para sua marca e conquistar audiência mais qualificada, focada, engajada e fiel.

‌Agora, se o seu objetivo é atrair novos seguidores em curtíssimo prazo, o tráfego pago pode ser uma boa estratégia, mas é preciso atentar-se a diversos pontos, como, por exemplo, o custo elevado e a baixa qualificação dos leads conquistados.

‌Quando falamos de custo do tráfego pago deve se considerar os valores a serem aplicados na contratação da equipe para criar e gerenciar os anúncios e o investimento na compra dos espaços.

‌Por isso, voltamos à pergunta inicial deste artigo: o seu negócio está pronto para o tráfego pago?

‌Antes de investir na compra de anúncios, é preciso planejar o que pretende alcançar com esse investimento; a quem deseja atingir com suas propagandas; quanto pretende gastar para distribuir os recursos em diferentes canais de comunicação; e como irá monitorar os resultados.

‌Se avançar com a contratação do tráfego pago, é importante adotar algumas métricas para acompanhar o desempenho da sua campanha:

  • Cliques: quantidade de vezes que os usuários clicaram no anúncio;
  • CTR: taxa de cliques em relação à quantidade de vezes que o anúncio foi exibido;
  • CPC: custo por clique, ou seja, quanto você pagou a cada clique no anúncio.
  • Taxa de conversão: percentual de conversões em relação ao número de visitas ao site;
  • Taxa de rejeição: percentual de pessoas que visitaram o site e saíram sem executar nenhuma ação;
  • CAC: custo de aquisição de clientes, ou seja, quanto você pagou a cada venda realizada.
  • ROI: retorno sobre o investimento, ou seja, quanto dinheiro retorna para o negócio a cada real investido na campanha.

‌Ao investir em tráfego pago ainda é preciso ter em mente colocar profissionais qualificados e treinados para receber bem os possíveis clientes que chegarem por meio das campanhas promovidas.

‌Não esqueça que, mesmo com o tráfego pago, é essencial manter a qualidade dos conteúdos para ainda assim ganhar seguidores orgânicos e não descuidar da jornada do cliente para fidelizá-lo no pós-venda.

‌Outra palavra do Marketing Digital que anda muito em evidência entre os empreendedores é Automação, mas isso será tema para um próximo post, ok? =)

‌Com amor, Raquel 🧡

Receba dicas e conteúdos

Receba dicas e conteúdos

Posts relacionados - Blog Raquel Antoniette